Data de Fundação: 01/01/2017

Local: Brasília/DF

Patrocinadores


» Seja o primeiro patrocinador


Patrocine
este clube
Icon padrinhos

Padrinhos


» Seja o primeiro padrinho


Apadrinhe
este clube

Histórico

A ideia de criar o #NoExcuses nasceu em janeiro de 2015 quando observei que as pessoas tinham dificuldades em levar à frente desejos e projetos pessoais. Era comum assistir às pessoas desistirem de algo que elas diziam querer por “falta de vontade própria”, mas sempre acompanhadas de uma lista infindável de “desculpas” para essas desistências.

No final do ano anterior havia ganho minha speed e quando falava para as pessoas da minha ideia recebia como resposta “mas eu não quero andar de bicicleta”, e foi aí que o nome surgiu. A proposta é não deixar que você desista de algo que você realmente deseje, então, é sem desculpas! Se você deseja fazer, simplesmente faça!

A adesão era complicada porque a maioria das pessoas que quiseram experimentar não sabiam ao certo quais eram suas motivações para atingir aos objetivos. Dessa forma, um projeto para perder peso, era abandonado quando o foco da pessoa se perdia. E assim, a ideia foi engavetada, mas não abandonada.

Em março de 2015 decidi ampliar um pouco minha experiência ciclística. Desde os 09 anos de idade sempre tive muito contato com a natureza, trilhas, cachoeiras e cavernas; e sentia a necessidade de voltar a fazer esse tipo de passeio. Foi quando decidi comprar minha primeira Mountain Bike – MTB. Atualmente, ela é utilizada como bicicleta de treino.

Apesar de ter vindo do ciclismo de estrada, logo na primeira trilha percebi que andar de MTB era muito diferente. Além da dificuldade técnica dos terrenos, haviam inúmeras pequenas diferenças no que dizia respeito ao giro (cadência), troca de marchas e posturas em cima da bicicleta.

Além disso, os objetivos das duas bicicletas são, para mim, bem distintos. Enquanto numa bicicleta de estrada o que eu buscava era velocidade (velocidade média), no MTB, buscava a superação de obstáculos (técnica). Claro que você pode buscar maior velocidade do MTB (explosão), mas para mim, a superação pessoal sempre foi o maior desafio a ser vencido.

A maior dificuldade que enfrentei durante meu início no MTB foi relacionada à falta de preparo (físico e técnico) para encarar uma trilha. Enquanto na bicicleta de estrada é possível realizar treinos sozinho, a MTB exige uma companhia (por questões de segurança, seja na ocorrência de um acidente ou na prevenção de assaltos), o que, consequentemente, te obriga a se juntar a um grupo.

Dentro dos grupos encontramos pessoas com diversos níveis técnicos e/ou físicos. Assim, se estamos iniciando e entramos em um grupo mais intermediário e avançado, nos sentimos deslocados e “atrapalhando o grupo”, “atrasando o pedal”. E é aqui, nesse ponto, que muitos desistem.

Chegar à um bom condicionamento físico e técnico envolve treinos, dedicação e frequência. Quando sentimos que estamos atrapalhando, temos o péssimo hábito de querer “poupar os outros” e nos “deprimirmos”. E o iniciante ainda corre o risco de ouvir “Fulano vai na trilha? Vish! Então, vai demorar!”, “Não sei porque você veio. Você sabe que não dá conta!”, “Olha, é melhor você não ir nessa trilha não. Você tá começando agora, é meio puxada, melhor não arriscar!”.

A falta de incentivo e o desestímulo faz com que muito iniciantes acreditem que não são capazes de evoluir. Além disso, muitas das vezes, nos falta uma orientação, alguém que nos dê dicas, ajude ou ensine o melhor caminho, o melhor jeito. Os mais resistentes acabam aprendendo na raça ou arcam com as consequências de estarem fazendo algo errado.

Por sorte, sempre fui muito bem recebida nos grupos que entrei. Mas passei por situações em que todos, sem exceção, ficaram me esperando, “descer empurrando”, “subir empurrando”, “andar empurrando”, “voltar a respirar normalmente”, etc.

Ninguém chegou ao nível avançado sem antes ter passado pelo iniciante (algumas pessoas se esqueceram disso).

E foi baseada nas minhas experiências e nas conversas que tive com pessoas em situações semelhantes que decidi criar um grupo diferente onde o iniciante será sempre bem vindo e estimulado a evoluir com ciclista e companheiro de pedal.

Se você deseja superar seus limites, seu lugar é aqui!